Famup abre inscrições para I Congresso e Feira de Oportunidades para Municípios da Paraíba

Por MULTIPLA - em 12

As inscrições para I Congresso e Feira de Oportunidades para Municípios do Estado da Paraíba (Confep) já estão abertas. O evento é voltado para as gestões públicas municipais e é uma inciativa da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), acontecendo entre os dias 4 a 6 de abril, no Centro de Convenções da Paraíba, em João Pessoa. 

O Congresso tem como objetivos capacitar as cidades paraibanas para uma melhor gestão pública municipal; proporcionar o compartilhamento de experiências gerenciais; alcançar soluções inovadoras para o aprimoramento das atividades de Administração Pública e Gestão; e conhecer formas de organização do trabalho para uma Administração Pública mais eficiente. 

“Esse será um evento de grande projeção a nível estadual e regional, onde serão abordados temas de relevância para a gestão pública e soluções inovadoras e sustentáveis na implementação de políticas públicas. Contamos com a presença de todos os gestores paraibanos nesse Congresso”, destacou George Coelho, presidente da Famup.

Os associados da Famup terão direito a cinco inscrições com acesso ao Congresso; acesso à Feira de Negócios, certificado e bolsa com material. Mas, é preciso realizar a inscrição  no site do evento: www.confep.com.br.

Feira – A Feira de Oportunidades e Negócios concentrará empresas privadas e entidades públicas que farão a exposição de produtos e serviços com foco no avanço socioeconômico dos municípios paraibanos. Haverá também estandes das prefeituras que poderão divulgar os potenciais econômicos e turísticos dos municípios. A Feira será aberta para o público em geral.

O Governo Federal estará presente no evento para discutir e viabilizar soluções para os municípios. “O Confep contará com a participação  da Caravana Federativa do Governo Federal, com representantes de mais de 30 ministérios e outros órgãos para debater ações de desenvolvimento com gestores públicos e suas equipes técnicas e articular ações conjuntas”, explicou George Coelho.